0
0
0
0
0
or copy the link

Reversão da vasectomia é a maneira mais custo-efetivo de conseguir a gravidez após um vasectomia. Se o casal deseja mais filhos em um mesmo relacionamento ou no desejo dos mesmos num relacionamento novo, a reversão do vasectomia oferece a melhor possibilidade de gravidez. Hoje 35.000 reversões do vasectomia são realizadas anualmente nos Estados Unidos. As razões mais comuns para este procedimento incluem o divórcio/segunda núpcias, o desejo para mais filhos em um relacionamento atual ou a morte de uma criança.

Que é a taxa do sucesso de uma reversão da vasectomia?

A taxa do sucesso para a reversão da vasectomia é maior que 95% quando o espermatozóide é identificado no decorrer da cirurgia. As possibilidades de encontrar o espermatozóide no decorrer da reversão da vasectomia são determinadas por dois fatores importantes: o tempo decorrido desde a vasectomia e a reversão da mesma. Quando o intervalo do tempo entre a vasectomia e a reversão da vasectomia é maior de 15 anos, as possibilidades de se desenvolver uma obstrução epididimária secundária é de aproximadamente 70%. Se o espermatozóide não for identificado no decorrer da reversão da vasectomia, um epididimovasostomia estará bem indicada para reverter a vasectomia. O sucesso da reversão da vasectomia com epididimovasostomia é 65-70%.

Há duas maneiras reverter uma vasectomia: vasovasostomia e epididimovasostomia. A reversão da vasectomia por vasovasostomia é realizada utilizando-se um microscópio cirúrgico ou lupas de alta magnificação onde podemos obter a ampliação das imagens. Isto é importante, pois o tamanho dos canais deferentes é mais ou menos como um espaguete e deve ser aproximado em dois planos cirúrgicos para oferecer as taxas mais elevadas de sucesso. A sutura microscópica não percebida a olho nu é utilizada durante a reversão da vasectomia. É importante usar esta técnica de sutura para impedir o escape de espermatozóides e minimizar a obstrução do lúmen dos canais deferentes pela sutura.

Principais motivos para a reversão de vasectomia?

  • Novo casamento com mulher mais jovem, que não tem filhos
  • Morte de um filho
  • Mudança na situação financeira
  • Mudança nas crenças religiosas
  • Melhora na saúde da parceira elimina impedimentos médicos à gravidez

Quem tem mais chances de se arrepender de uma vasectomia?

  • Quem faz a operação com menos de 30 anos
  • Quem está num relacionamento que passa por fase instável
  • Quem atravessa momento de grande estresse ou encontra-se em dificuldades econômicas
  • Quem faz a operação somente para agradar à parceira
  • Quem tem uma parceira que trabalha no momento da decisão (muitas se arrependem mais tarde, quando mudam de status profissional)
  • Quem está sozinho no momento da vasectomia (incluindo divorciados ou separados)
  • Quem tem como motivo principal a vontade de livrar-se dos incômodos oferecidos por outros métodos contraceptivos
  • Quem não avaliou a possibilidade de mudanças na vida, como divórcio, no

Índices de sucesso de reversão de vasectomia e gravidez por tempo de cirurgia:

  • Até três anos da vasectomia: sucesso – 97% e taxa de gravidez – 76%;
  • De quatro a nove anos: sucesso – em torno de 75% e taxa de gravidez – 67%;
  • De nove a quatorze anos: taxa de gravidez – 30% (igual à taxa de sucesso para bebê de proveta).